Oficina de turbantes como empoderamento da mulher negra

por Lais Regina Oliveira

Vivemos em uma sociedade em que é imposto um padrão de beleza às mulheres, que exclui e deslegitima o empoderamento das mulheres negras, ocasionando problemas com o processo de aceitação de sua identidade em algum momento da vida, especialmente em relação ao cabelo.

Muitas mulheres se vestem de forma a serem aceitas numa sociedade que se fundamenta na opressão e na discriminação racial. Então, é necessário a população negra conhecer sua ancestralidade para valorizar sua história e sua cultura. O uso do turbante tem, nesta perspectiva, um significado político, de resistência e de empoderamento.

E é com a proposta de promover essa discussão que pretendemos realizar a “Oficina de turbantes como empoderamento da mulher negra”. Buscaremos fortalecer a autonomia e a afirmação mulheres para que tenham liberdade de decidir sobre sua estética, valorizando sua identidade étnica.

Para tanto, usaremos práticas como dinâmicas, palestra e oficina de turbantes, com duração de 4 horas. A oficina ocorrerá durante a semana da Consciência Negra, comemorada no dia 20 de novembro. 

Empoderar é dar poder, dignidade, autonomia e possibilidade de emancipação. É isso que queremos levar às mulheres negras. Nos ajude nessa luta!

  • Nenhuma novidade cadastrada
  • Nenhum resultado cadastrado